Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
"Reformacróstica"
Ao 17 de Abril_ Dia Nacional de Luta pela Reforma Agrária
Marco Antônio de Araújo Bueno

Resumo:
Formalmente, um acróstico, um soneto-acróstico. Nenhuma novidade formal no poema; alguma novidade sensível nas aspirações comemoradas no dia de hoje?






“Reformacróstica”

                                                                       Por Marco Antônio de Araújo Bueno


          Rebenta o sol na terra adormecida
          Enquanto ainda dormem seus senhores;
          Fingindo-se de homem pela vida
          Omite a dor num manto de labores.

          Rasteja-se no campo qual ferida
          (Mais há no campo a cana do que flores)
          Até que chegue a hora da comida,
          Aguada e fria em perda e sabores.

          Graceja e canta, pois que a “vida é bela”,
          Rogando aos céus apenas por saúde
          Até que a morte o venha, enfim, colher...

          Retoma a sua cruz num gesto rude,
          Inerte, pois que desconhece ainda
          A hora em que nem saberá comer.
          
          


Biografia:
Vide Blogs: www.literaujobueno.blogspot.com wwwaraujobueno.blogspot.com
Número de vezes que este texto foi lido: 33759


Outros títulos do mesmo autor

Poesias "Odisseu" Marco Antônio de Araújo Bueno

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 51 até 51 de um total de 51.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Selfie escrita - Patrick Suarez 33757 Visitas
OS CORTEJOS NÃO TEM FIM - Rodrigo Cabral 33757 Visitas
Sentindo - Europa Sanzio 33757 Visitas
Carta à sorte - Europa Sanzio 33757 Visitas
Elas - Antônio José da Costa 33757 Visitas
Reflexos da Reforma trabalhista - Moreski Advocacia 33757 Visitas
A Garça - Sílvia de Sousa 33757 Visitas
Vênus em fúria - VINICIUS HENRIQUE DA SILVEIRA 33757 Visitas
A lagoa sem fundo - VINICIUS HENRIQUE DA SILVEIRA 33757 Visitas
Uma escritora importante - Luís António Coelho 33757 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última