Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Dilúvio do Amor
Bia Nahas

Sinto o amor a transbordar
em vontade de me aproximar
Para lhe dar uma margarida,
acariciar e adoçar a sua vida.

Nas minhas costas, nascem asas
depois de tanto desejá-las da minha casa
para ir voando até a sua janela,
se me desse uma chance de entrar em sua vida por ela.

Eu sinto meu coração
transbordando de paixão
como um dilúvio após uma brusca chuva
inundando tudo ao som de uma música.

A música me faz companhia
enquanto vou voando com valentia
para concretizar meu amor
se me deixasse te tocar aonde for.

Adoraria entrar pela janela e te beijar
com todo o meu amor até o Sol raiar.
Numa doce entrega, resumiria minha visita
e se realizaria um grande sonho da minha vida.

Bato na sua janela fortemente,
mas as cortinas não se movem na minha frente.
Lágrimas impedem minha visão
pelo silêncio desta fria humilhação.

Bato na janela outra vez
parecendo uma insensatez
já que não há respostas de quem amo.
Então, para quê eu ainda te chamo?

Da sua janela, te digo que seus olhos penetrantes inundavam
Meu coração e alma que se tornavam
um dilúvio de amor que até hoje sinto em mim
latente podendo se manifestar
quando penso em você assim.

Meu coração inundou de amor.
Minha visão embaçou pela dor.
Tão pesada e triste, me vi aos ares caindo
sem perceber uma cortina se abrindo...

Ansiosa e receosa me precipitei.
Ninguém poderia me querer pensei
que antes de me rejeitarem de novo,
eu mesma o faria me entregando à uma queda sem pouso...

Caída no chão, presunçosa, eu me quebrei.
Antes de partir, somente pra cima assustada olhei
e vi um alguém em outra janela com um olhar de horror
porque o neguei de viver comigo um dilúvio de amor...


Biografia:
Oi, gente! Sou a Bia. Tenho 22 anos. Moro em São Paulo capital. Estou fazendo faculdade de psicologia. Cada poema é muito especial e único, pois expresso alguma inquietação social ou pessoal. Faço encomendas de poesias. Quem quiser me conhecer, será um prazer. Mande um e-mail que eu respondo. Email para contato: nahasbeatriz@gmail.com Meu blog pessoal de poesias: www.rumoaminhamente.blogspot.com.br Twitter: @Bia__Nahas
Número de vezes que este texto foi lido: 233


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Segunda Cartinha a Você Bia Nahas
Poesias Primeira Cartinha a Você Bia Nahas
Poesias A Fada e o Gnomo Bia Nahas
Poesias Sinal de Vida Bia Nahas
Poesias Dois Ambulantes Bia Nahas
Poesias Desejo a nós Bia Nahas
Poesias Uma Cama Gritou (+18) Bia Nahas
Poesias Era Fácil Bia Nahas
Poesias Fecho os Olhos Bia Nahas
Poesias Um Calor Bia Nahas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 21 até 30 de um total de 345.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
camaro amarelo - 35634 Visitas
sei quem sou? - 35611 Visitas
A menina e o desenho - 35509 Visitas
Anistia para a imprensa - Domingos Bezerra Lima Filho 35447 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 35436 Visitas
Aspectos da Usucapião - Agatha Sthefanini Silva Ferreira 35396 Visitas
A Fadinha Lili - Daniela Baez Takahashi 35234 Visitas
As três verdades - Paulo R Rezende 35149 Visitas
Super Super Episódio 1 - Rafael Nascimento Costa 35126 Visitas
Oração da fé em Deus e mim. - Paulo Vieira da Silva 34978 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última