Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
FÁBULA
LUIZ EDUARDO

Nas formas de mostrar o que se pensa
o homem pode omitir a um ignorante
o que traz guardado, e em seu semblante
demonstrar sua boçalidade tão intensa.

O ignorante assim ele o é, mas a ofensa
faz acordar, no encéfalo, o ser pensante.
Independe do título por mais interessante
no momento certo, ao beócio, será ofensa.

Mais vale o caráter que um mero diploma
o que muitas vezes poderá ser um sintoma
da empáfia que nunca teve a menor mesura.

O aparvalhado que mal sabia de sua asnice
pensou no que o ignorante lhe disse:
'a tua própria burrice te censura'.


Biografia:
Escrevi em diversos sites e participei de tertúlias no Rio, onde moro.

Este texto é administrado por: LUIZ EDUARDO MARTINS DE OLIVEIRA
Número de vezes que este texto foi lido: 63


Outros títulos do mesmo autor

Poesias O CAMPÔNIO LUIZ EDUARDO
Poesias FÁBULA LUIZ EDUARDO


Publicações de número 1 até 2 de um total de 2.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 57750 Visitas
A Arte De Se Apaixonar - André Henrique Silva 53065 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 39339 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 34886 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 34167 Visitas
Amores! - 33399 Visitas
Desabafo - 33013 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 31793 Visitas
Faça alguém feliz - 31731 Visitas
Vivo com.. - 31440 Visitas

Páginas: Próxima Última