Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Deuza mulher
Mayra Alcione Musa Fonseca


Oh amado meu!
Por que vacilas em querer-me?
Se tu sabes que em mim, tu encontras tudo!

Sou o vinho antigo que sacia tua sede,
Sou o caviar mais raro que já comeste...                   
Mas meu sabor parece fugir-te ao paladar.

Quando chegas cansado das lutas cotidianas,
Sou eu quem lhe tira o cansaço,
Quando adoeces é em mim que encontra a cura.

E hoje chego a ti cansada, calejada,
Trazendo em mim cicatrizes, e um desejo enorme,
De envolver-tem meus braços e ninar-te como a um filho.

Mas em mim tu encontras mais que a uma mãe,
Encontras uma amiga sincera, uma amante ardente,
E mais que tudo, uma companheira para o que der e vier.

Mais parece que tudo isso para ti não é nada,
Vejo que talvez desejas-te apenas uma mulher,
Pois para ti tornei-me uma musa.

Aquela que fica num pedestal de ouro,
E não me deixas ao menos sentir, chorar,
Tenho apenas que ouvir, calar!

Pois uma deuza não fala, cala seus sonhos,
Suas fantasias e esquece que é apenas uma mulher,
Que acima de tudo, sente e ama desesperadamente,
Um homem qualquer!


Biografia:
Nascida em 29 de setembro de 1963em Urupês, no estado de São Paulo, aos sete mudei-me para Campinas, desde o colégio apontou-se o talento para as artes, principalmente poesias e crônicas, Recebi menção honrrosa pela poesia" Cíntilar de Rosas" em 1985 pela editora shogun, tive Participação no livro"Salvados do Incêndio" 1986 pela editora codepoe Era membro da União Brasileira de trovadores UBT-Campinas, quando então presidente minha saudosa amiga e escritora "Josefina da silva carvalho " após casamento afastei-me dos movimentos literários mais nunca deixei de compor tenho vários trabalhos e gostaria de obter um espaço dentre nobres companheiros para expo-los a vossas apreciação! visitem tambem meu blog
Número de vezes que este texto foi lido: 54818


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Refúgios Mayra Alcione Musa Fonseca
Poesias Retrato do meu Eu Mayra Alcione Musa Fonseca
Poesias Talvez Mayra Alcione Musa Fonseca
Poesias Meu Rei Mayra Alcione Musa Fonseca
Poesias Sintonia de Amor Mayra Alcione Musa Fonseca
Poesias Teu Universo Mayra Alcione Musa Fonseca
Crônicas Desenvolvimento Sustentável Mayra Alcione Musa Fonseca
Artigos Camada de Ozônio - Sinal de Alerta Mayra Alcione Musa Fonseca
Crônicas Violência Ativa Mayra Alcione Musa Fonseca
Poesias caça ou caçador Mayra Alcione Musa Fonseca

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 26.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
AÇÃO DE REPARAÇAO CIVIL EX-DELICTO - francisco carlos de aguiar neto 54887 Visitas
O vovô e a vovó - Helena Regina Santarelli M. de Campos 54843 Visitas
Cata-ventos - Joseph Shafan 54843 Visitas
MANCHETE DE JORNAL - sigmar montemor 54842 Visitas
A LENDA DOS SETE MARES - Saulo Piva Romero 54841 Visitas
Pilatos e a imparcialidade - Patrícia 54840 Visitas
Moinhos - Joseph Shafan 54840 Visitas
Como pode? - micro conto - Joseph Shafan 54839 Visitas
Post Mortem - Europa Sanzio 54838 Visitas
Canto da Lira - Joseph Shafan 54838 Visitas

Páginas: Próxima Última