Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Cueca do vovô.
Antonio Magnani


O meu sobrinho Allan quando tinha por volta de 7 anos, ensinou-me uma canção que nunca esqueci-me. Mas, em troca tive que dar a ele, umas moedas para o seu cofrinho. Ele cantou a canção com aquele rostinho maroto, e eu dei grandes gargalhadas. Como é belo a inocência das crianças. A canção é essa o qual passo a citar:

Havia uma barata
Na cueca do vovô
Vovô soltou um "PUM"
E a barata desmaiou.

Número de vezes que este texto foi lido: 294


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Humilde semente Antonio Magnani
Artigos A guerra global contra os cristãos Antonio Magnani
Poesias Nada é para sempre Antonio Magnani
Poesias Máscara Antonio Magnani
Juvenil Cueca do vovô. Antonio Magnani
Crônicas O velório da vovó. Antonio Magnani
Crônicas A grande estiagem Antonio Magnani
Poesias O homem sábio Antonio Magnani
Crônicas Um corpo estendido no chão. Antonio Magnani
Poesias Ainda que ... Antonio Magnani

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 56.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
TOMO TUDO - sigmar montemor 39786 Visitas
Lamento - FERNANDO 39609 Visitas
Desabafo - 38953 Visitas
viramundo vai a frança - 38461 Visitas
MANCHETE DE JORNAL - sigmar montemor 37613 Visitas
Faça alguém feliz - 37163 Visitas
Vivo com.. - 36403 Visitas
Parabéns, Daniel Dantas! - Carlos Rogério Lima da Mota 36329 Visitas
eu sei quem sou - 35325 Visitas
camaro amarelo - 35135 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última