Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Desejo , uma ilusão real .
Daniel Alvarenga

Resumo:
Você somente deseja aquilo que não possui,e neste vazio de não possuir seus sonhos amadurecem frutos imorais tão reais.


Revolução, sabe o que significa ? , de modo claro é uma ruptura brusca de algo , e como tudo que evolui se dispõe de males e prós . Eu estava me sentindo assim por dentro , tudo bem você deve está perdido eu não sou fã de cronologia . Pois bem , era quase 22 horas de uma noite de sexta , eu estava no meu retiro , isso a biblioteca , o porteiro veio até mim e disse que estava na hora de fechar e logo me dei que conta que já era tarde , eu amo esse lugar , sabe é um belo retiro pra quem não se entende com a realidade triste , a fantasia nos alimenta ,enfim ,logo me direcionei a parada de ônibus que fica a umas três quadras e ao dobrar a esquina vi um homem tentando molestar uma bela mulher recheada de dor nos olhos e desespero no sangue. Assim , eu parei no canto da rua e só observei , não sabia o que fazer pois estava numa situação em que o prazer e minha ética duelavam , a gente sempre se pergunta se os nossos desejos são sempre éticos e se talvez a moral particular de Aristóteles poderia me dar um norte . Então , minha negligência continuava e no mesmo átimo o “homem” prosseguia o intercurso forçado , e nisso ela gritava , e gritava e o meu prazer sucumbia a todos os ensinamentos que tinha lido , e quando por fim ela , a mulher , parava lentamente de gritar eu fui até o homem e empurrei , ora sou franzido   , rapidamente ele se levantou e começou a me lesionar gravemente , enquanto isso a bela mulher se arrastava ao fundo do corredor escuro ,e eu tentava me defender logo falhei , chutes e socos , estava quase a desmaiar quando num certo chute meu ,aleatório certamente , ele se afastou , bem eu não tinha nada para me defender a não ser o meu livro Ética de Nicômaco , um pouco grosso, logo acertei no seu rosto e dali não parei mais , o sangue escorria e escorria , a bela mulher gritava para que eu parasse , mas eu continuava , deformava o rosto gradualmente e ao mesmo tempo o homem que eu era , o prazer já me possuía por completo , e dali um livro marcado pela prudência , justeza e ética como virtudes de uma sociedade teriam a cada instante suas páginas marcadas por sangue e sangue , e neste ato eu sorria e por fim parei , mas não estava saciado . Logo olhei para a bela mulher , a gente nunca sabe quando nasce um monstro e não me julguem , vivi sempre num casulo , a verdade é uma triste realidade , a ilusão ainda nos alimenta , alavanca nossas potências e nossos desejos ocultos , tudo isso por um instante que vale apena ser vivido e degustado , felicidade é o nome , ali vivi um instante que queria que não acabasse , assim de maneira violenta e delicada agarrei a bela mulher , ela não mais gritava e sim chorava , mas pouco me importava eu sorria e batia nela e continuava o intercurso sexual e não parava , por que o fim era o fim da minha felicidade , quando parei de molesta-la peguei o mesmo livro e agora de modo bem lento e gradual amassava o belo rosto dessa mulher , de modo bem lento claro para que eu pudesse degustar o momento e mesmo depois de morta eu continuei o ato , depois de infelizmente o meu instante de felicidade ter acabado eu segui tranquilamente e sereno para a parada de ônibus . Já era quase 22:45 e precisava chegar em casa e dormir cedo , no sábado eu tenho que arrecadar fundos para crianças com câncer , quando me aproximava da parada de ônibus escutei um estalo e acordei , era tudo ilusão , o porteiro dizendo que já estava tarde e que eu devia ir pra casa , era tudo um sonho , espero que tenha entendido o sentido de revolução agora , não me julgue é só um sonho , e assim vocês medíocres de razão aceitaram porque foi só uma ilusão , as vezes a monstruosidade nem sempre está nos atos mas na própria ação de pensar , no seu próprio interior , a ética aristotélica é segundo uma visão baseada em virtudes , uma análise da vida mediada por seus fragmentos morais particulares , e se por fim você aceita seu monstro interior , você naturalmente aceita seu abismo imoral , e de modo mais sarcástico é que depois das palavras “ era tudo um sonho “ , você medíocre e imoral leitor relevou tais atos , dessa maneira desejo-te uma noite de insônia , porque seus sonhos , enfim ...


Biografia:
Um vivenciador das peculiaridades da vida.
Número de vezes que este texto foi lido: 28796


Outros títulos do mesmo autor

Discursos A insônia Daniel Alvarenga
Discursos Desejo , uma ilusão real . Daniel Alvarenga
Discursos A dívida Daniel Alvarenga
Discursos Um novo começo Daniel Alvarenga
Discursos A MORTE EXISTENCIAL Daniel Alvarenga
Discursos Amor existe? Daniel Alvarenga


Publicações de número 1 até 6 de um total de 6.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 31063 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30957 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 30645 Visitas
eu sei quem sou - 30582 Visitas
camaro amarelo - 30546 Visitas
sei quem sou? - 30523 Visitas
viramundo vai a frança - 30509 Visitas
MENINA - 30475 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 30461 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 30455 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última