Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
GONVERNANÇA POÉTICA
Fernando Alves Pereira

Resumo:
PROTESTO CONTRA O DESGOVERNO DOS POLÍTICOS CORRUPTOS, QUE CULTIVAM A MISÉRIA E A IGNORÂNCIA COMO FORMA DE MANUTENÇÃO OLIGÁRQUICA DO PODER, DISFARÇADO DE DEMOCREACIA.

GONVERNANÇA POÉTICA

CORRO DA QUI PRÁ COLÁ
VOU E VORTO SEM ACHÁ
UHA EXPRICAÇAO DECENTE
PRO MODE VÊ TANTA GENTE
SEM CUMÊ, SEM TRABAIÁ

ME PONHO A IMAGINÁ
QUE DIACHO SE ASSUCEDE
ONDE DIACHO VAI PARÁ
ESSA INORME CONFUSÃO
QUE TAMO A VIVENCIÁ

NOS CAMPOS
NIMGUEM MAIS MORA
PRÁ NUM MORRÊ ISQUICIDO
NAS RUA É MUITO PIÓ
O PENSAMENTO É ROBÁ

ROBA GRANDES
E PEQUENOS
TUDO QUE PODE PEGÁ
SUÓ, SANGUE, CARNE VIVA!
QUANDO NUM PODE MATÁ

MEU SINHÔ!
PRESTE ATENÇÃO!
PRO MODE ME ESCUTÁ.
TALVEZ EU TENHA A PALAVRA
PRÁ TUDO ISSO SE ACABÁ

INVÊZ DOS HOMED POLÍTICOS
NOS BOTE PÁ GONVERNÁ
NUM PRECISA NEM PALAÇO
NEM PRECISA DE POLIÇA
NEM PRECISA DE AVIÃO

É SÓ CADA UM DE SEU
NO SEU PEDACIM DE CHÃO
DE DIA PLANTANDO GRÃO
DE NOITE PLANTANO AMÔ
NA COVA DO CORAÇÃO

DESPOIS NÓS TODO SE AJUNTA
NUHA GRANDE CANTORIA
PRÁ COLHÊ O QUE PRANTEMOS
TODA NOITE E TODO DIA
E DIVIDIR IGUAMENTE
SEM PRECISÁ ARRELIA

QUANDO ESSE DIA CHEGÁ, MEU DOUTOR!
DA COLHÊTA FRATERNÁ,
NINGUEM QUÉ MAIS ARMA NÃO, MEU SINHÔ!
NINGUEM PRECISA ROBÁ!
NINGUEM PRECISA MATÁ!

AS ARMAS SERÃO VIOLAS!
COM CORDAS BEM AFINADAS!
AS BRIGAS SERÃO DE AMÔ
E A MORTE SÓ DE VELHICE
QUANDO A IDADE CHEGÁ.

O ÚNICO POBREMA Q’EU VEJO
COM ESSA NOSSA GONVERNAÇA
É O MUNDO TODO INVEJÁ NOSSO MODO DE VIVÊ
NUM TEM CÉU PÁ TANTO SANTO!
DEUS PODE INTÉ SE ZANGÁ
E OS SANTOS DE LÁ DECÊ
PRÁ QUERÊ GROBALIZÁ.




Biografia:
Graduado em Educaçao Física, Letras e Direio/Especialista em Direito Processual Civil, Mestre e Doutor em Estudos da Linguagem (Literatura comparada)
Número de vezes que este texto foi lido: 52878


Outros títulos do mesmo autor

Poesias MINHAS LEMBRANÇAS DO MAR Fernando Alves Pereira
Crônicas Pelé caiu do telhado e foi pro Céu Fernando Alves Pereira

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 11 até 12 de um total de 12.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Gentileza é essencial - Ana Mello 53429 Visitas
Projeto de vida - Ivone Boechat 53427 Visitas
O ANOITECER. - MARCO AURÉLIO BICALHO DE ABREU CHAGAS 53426 Visitas
"Mastigar silêncios abutres" - Darwin Ferraretto 53426 Visitas
Arnaldo - J. Miguel 53425 Visitas
A DERROTA - MARCO AURÉLIO BICALHO DE ABREU CHAGAS 53421 Visitas
Linha Sem Visgo - José Ernesto Kappel 53420 Visitas
"uma flor de mandrágoras..." - Darwin Ferraretto 53419 Visitas
QUERIA - orivaldo grandizoli 53419 Visitas
O grande caderno azul - IV - R.N.Rodrigues 53414 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última