Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Dia do vestibulando
Flora Fernweh

Antes de tudo, entenda: você é incrível, e uma prova jamais terá a capacidade de definir o seu valor.
A vida não se resume a notas, estudos, livros, exercícios repetitivos e gabaritos incansáveis.
De acordo com Spinoza, todas as grandes coisas são difíceis e raras, e você soube alinhar a coragem de perseguir seus objetivos com a compreensão de que somente você pode escrever sua própria história e moldar o seu percurso no mundo. Isso sim é uma raridade.
Todo o seu esforço valerá a pena, esteja certo disso. E sua persistência ainda te levará muito longe, mais do que você pode imaginar hoje. Quando você tiver conquistado aquilo pelo qual tanto batalhou, olharás para trás, lembrarás dos dias de luta em que você muitas vezes se pegava pensando no futuro, e com orgulho de si, agradecerá por não ter desistido.
Você, que é movido por um sonho ao qual você entrega todo o seu empenho, merece ser parabenizado todos os dias por manter a firmeza de seu ideal e por ser determinado a concretizá-lo, ainda que surjam adversidades no meio do caminho para constantemente te testar.
A vida também é feita de pequenas provas diárias. E o processo de estudos para o vestibular não é diferente. É comum atribuir demasiada importância à prova final que garantirá a vaga em uma universidade, mas a aprovação se constrói dia após dia, e o dia do vestibular é um pequeno detalhe diante de tantos dias de trabalho duro.
Sei que a jornada rumo à aprovação é árdua, é uma etapa difícil, e o processo envolve renúncias e frustrações, pois também já passei por essa fase tão marcante da vida. Muitas vezes, somos até incompreendidos por tantos que jamais entenderão o sentimento de vitória e dever cumprido ao passar em um curso concorrido de uma instituição de ensino renomada.
Mas cada frustração agregará mais valor ao momento em que os bons frutos forem colhidos após meses e até anos de preparação do solo do conhecimento, ao qual você é tão dedicado, e ao qual reconhece tanta importância. É lindo o momento em que visualizamos que o estudo consiste em um meio de transformar a vida, e vivemos inteiramente em prol dele.
Você não está sozinho nessa etapa, o excesso de pressão que familiares, amigos e professores exercem sobre você e seus estudos, desviam sua atenção. Não permita que a incerteza do amanhã seja maior que suas distintas ambições.
É preciso acreditar em você e no seu potencial. Nem sempre sentimos que estamos preparados para aquilo que nos será cobrado, mas saiba que ninguém está totalmente lapidado.Todos estão no mesmo barco, a diferença é que alguns são privilegiados pelos ventos do verdadeiro compromisso com o saber.
E mais, deixe a concorrência de lado, esqueça todo o resto sobre o qual você não tem controle. Faça sempre o seu melhor com as condições que você tem. Assim, você já estará à frente da suntuosa maioria.
Encare essa fase como uma oportunidade, sem esquecer que ela é temporária e que aquilo que você tanto busca está em suas mãos. Não existem atrasos quando há uma só perspectiva certeira de vida, por vezes caímos no erro de nos compararmos com a trajetória dos outros, mas cada caminhada é única, bem como seus tropeços e reerguimentos.
Nunca é tarde demais para seguir em busca de seu rumo, mas sempre é muito cedo para desistir no meio do caminho.


Biografia:
Sobre minha pessoa, pouco sei, mas posso dizer que sou aquela que na vida anda só, que faz da escrita sua amante, que desvenda as veredas mais profundas do deserto que nela existe, que transborda suas paixões do modo mais feroz, que nunca está em lugar algum, mas que jamais deixará de ser um mistério a ser desvendado pelas ventanias. 
Número de vezes que este texto foi lido: 53009


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Literatura feminina Flora Fernweh
Sonetos Ah mar (ço) Flora Fernweh
Crônicas Temor à técnica Flora Fernweh
Crônicas Bissextagem Flora Fernweh
Crônicas Textos ruins Flora Fernweh
Contos Um gato na campina Flora Fernweh
Crônicas Crônicas de Moacyr Scliar - impressões pessoais Flora Fernweh
Artigos Exílio, de Lya Luft - impressões pessoais Flora Fernweh
Poesias Confins de janeiro Flora Fernweh
Crônicas Crítica ao fluxo de consciência Flora Fernweh

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 383.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
JASMIM - evandro baptista de araujo 68946 Visitas
ANOITECIMENTOS - Edmir Carvalho 57869 Visitas
Contraportada de la novela Obscuro sueño de Jesús - udonge 56680 Visitas
Camden: O Avivamento Que Mudou O Movimento Evangélico - Eliel dos santos silva 55748 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 54990 Visitas
Entrevista com Larissa Gomes – autora de Cidadolls - Caliel Alves dos Santos 54841 Visitas
Sobrenatural: A Vida de William Branham - Owen Jorgensen 54799 Visitas
Caçando demónios por aí - Caliel Alves dos Santos 54741 Visitas
O TEMPO QUE MOVE A ALMA - Leonardo de Souza Dutra 54682 Visitas
ENCONTRO DE ALMAS GENTIS - Eliana da Silva 54642 Visitas

Páginas: Próxima Última