Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
As 95 teses da Nova Reforma Protestante
Martinho Lutero

As 95 teses da Nova Reforme Protestante
31 de outubro de 2017
1ª Fonte

Proporei enigmas da antiguidade
(SL. 78;2)

“Imagine um jovem nascido, por exemplo, em berço evangélico. Este jovem cresceu sobre os preceitos da doutrina Cristã e aprendeu, desde cedo, ensinado pelo pastor, seus pais e demais membros de sua igreja, que Deus criou toda a humanidade a partir de apenas uma unidade humana, isto é, de um primeiro indivíduo.
Segundo ouviu do pastor e de seus pais, o próprio Deus, com as próprias mãos modelou do barro um boneco com forma humana e lhe soprou nas narinas. Imediatamente o boneco de barro se transformou num ser humano já adulto, sem ter sequer passado pelas frases biológicas, intermediarias, da infância e adolescência.
Cursando o ensino fundamental, porém, o jovem é deparado com outra explicação sobre a origem da vida humana. Ele aprende que, na verdade, o homem não surgiu com a forma atual, mas que, ao longo de milhares de anos, evoluiu até atingir a forma que possui hoje.
Ao invés de ficar chocado e em conflitos, gerados por duvidas, ele não se abala, pois tem muita personalidade, opinião própria, não se deixa alienar por filosofias vãs e é inteligente o bastante para não contestar o novo ensino, já que o mesmo trazia provas (fósseis) de que aquilo era mesmo assim.
Entendendo então que o pastor e os demais estavam errados, decide começar, ele mesmo, a estudar a Bíblia para saber o que os levou a tirarem aquela “engraçada” conclusão que, ao seu modo de ver, era muito parecida com as explicações mitológicas dos antigos gregos, romanos e das tribos indígenas.
Ao começar seu estudo, ele observa que a estória que o pastor contava, não estava na Bíblia (é estória com E mesmo). Então ele lê o Salmos 78;2 que diz “Proporei enigmas da antiguidade”, e compreende que o relato Bíblico de Gêneses 2;4 ao 3;24, que conta a origem do Homem, é um enigma.
Mesmo tomando de indescritível emoção, por Deus lhe ter revelado isso, ele não deixa de rir, ao lembrar que seus pais eram analfabetos e que o pastor havia abandonado os estudos, por isso é que jamais compreenderam aquilo, pois o evolucionismo, ensinado na escola, era a peça chave para se decifrar o enigma”.


A Nova Reforma Protestante
(1Cor. 13;11, 12)

Olá, sou a primeira fonte de informações sobre o “Novo Movimento Espiritual” que surge nestes dias impulsionado pelo processo natural, evolutivo, que desde sempre moveu a História.
O neo-reformismo, podemos chama-lo assim pelo impacto que naturalmente causa, é o movimento agora: espiritual, científico e intelectual, que não substitui, mas complementa o movimento reformista do século XVI.
Por sua esmagadora força ideológica e incontestável verdade teológica, o neo-reformismo, que é semelhante à um menino que ao crescer passa a ter outra percepção do mundo que o cerca, já é detectado por mentes de milhares de Cristãos em todo o mundo.
Estes “novos cristãos” possuem o perfil intelectual do jovem que decifrou o enigma, na estória que abriu este trabalho. Ou seja, são indivíduos que creem em Deus e nos relatos bíblicos, mas tem formação intelectual elevada, ainda que muitos sejam autodidatas. Independente de personalidade e classe social, são perspicazes, atualizados, bem informados, não alienados pelo fundamentalismo e, acima de tudo, são inteligentes ao ponto de não rejeitarem as descobertas da ciência, feita nos últimos séculos.
O neo-reformismo, movimento espiritual já observado por estas pessoas, não é um movimento estereotipado. Isto é, não pertence à um grupo padrão, de pessoas: evangélicos, católicos ou outras correntes. Mas de todos os que entendem que, tanto a ciência quanto a Bíblia, têm um mesmo parecer em relação a como surgiu o Universo, a Terra e a vida que ela abriga.
Não protesta somente contra a venda das indulgências modernas, feita pelos papas do protestantismo contemporâneo, que cada vez mais só reforçam o falso conceito de que a religião é o ópio do povo. Mas principalmente, contra a teologia fundamentalista, que ainda carrega fragmentos do obscurantismo cego e supersticioso da era medieval.
Desta forma, sendo perceptível aos olhos da razão e já detectado pelas mentes mais sensíveis à inteligência, não poderia, por muito tempo, ficar à espera da observação individual.
Por isso, neste trabalho intitulado de “As 95 teses da Nova Reforma Protestante” se faz ouvir para ganhar notoriedade e se estabelecer como movimento teológico predominante neste novo milênio.


A Interpretação Cientifica da Bíblia
(Mt. 10;26)

Adão e Eva não foi o primeiro casal que gerou toda a humanidade. Antes, foram as primeiras gerações do Homo sapiens sapiens (Gn.5:2)
A serpente do Éden (diabo-satanás) é o símbolo bíblico que representa o nosso verdadeiro inimigo, isto é, o pecado (Gn.3;13 Rm.7;11 1Cor.15;56 Hb2;14 - estes versículos, nesta ordem, decifram o enigma que esconde a identidade do nosso verdadeiro adversário e quem tem inteligência pode descobri-la).
A prisão de satanás; símbolo bíblico do engano, da ignorância e do mal, se deu no período de mil anos da Idade Média. Sua soltura ocorreu no período histórico conhecido como Renascimento (Ap.20;1 ao 4)
A manifestação do anticristo foi o movimento iluminista do século XVIII (2 Tss;2)
O armagedom, de apocalipse 16;16, foi a Segunda Guerra Mundial (Dn.12;1 Sof.3;8 Ap11;15-14;14 ao 20).
A segunda volta de Cristo já ocorreu (Mt.24;30). Cristo já é visto pelos olhos do nosso entendimento (Ef.1;18). Já estamos ante o seu tribunal (2Cor.5;10). Somos julgados por sua palavra, a Bíblia (Joao.12;48), já que sua volta, no seu reino (Mt.16;28), não vêm, com aparência exterior (Lc.17;20).
Seguindo uma linha paralela entre a Bíblia, a história e outras ciências humanas, o movimento neo-reformista interpreta a Bíblia de forma científica, em detrimento da interpretação mitológica feita pela teologia medieval, que perdura, com vestes modernas, até os dias de hoje.
A interpretação cientifica da Bíblia, por sua vez, derruba o mito de que o relata bíblico, de gêneses, sobre a criação do Universo, da Terra e da vida que nela há, seja de cunho mitológico.

Número de vezes que este texto foi lido: 674


Outros títulos do mesmo autor

Artigos As 95 teses da Nova Reforma Protestante Martinho Lutero
Artigos Prefácio da Epístola aos Romanos por Lutero Martinho Lutero


Publicações de número 1 até 2 de um total de 2.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
Piscianas, as mulheres mais próximas dos sentimentos. - Nandoww 51616 Visitas
CULTURA AFRICANA E SUAS INFLUÊNCIAS NA CULTURA BRASILEIRA - Ismael Monteiro 51484 Visitas
The crow - The Wiki World - The Crow 48928 Visitas
CÉREBRO HUMANO - Tércio Sthal 48402 Visitas
Banco de Questões - China - Agrário Conrado 45247 Visitas
Banco de Questões - Japão - Agrário Conrado 43156 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 40360 Visitas
Minha namorada - Jose Andrade de Souza 38482 Visitas
PSICOLOGIA E DIREITO - Francisco carlos de aguiar neto 36864 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 35867 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última