Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
🔴 O animal do Pânico
Rafael da Silva Claro


O programa Pânico, rádio Jovem Pan, nos mais de 30 anos de existência, já trafegou no conteúdo “5ª série”, político e, atualmente, compõe um mix, acompanhando o crescimento etário e, por assim dizer, intelectual dos ouvintes. “Crescimento intelectual” parece não combinar com o conteúdo programático do humorístico. No entanto, o bom humor e a capacidade de rir de coisas sérias não têm idade e revelam uma maneira peculiar de enxergar a vida.

Com este clima, o apresentador Emílio Surita anuncia: “Que entre o animal”. Neste momento, acontece algo surreal: no estúdio, entra alguém vestido de algum bicho. Apresentando uma dancinha ridícula, já fomos brindados com performances de uma “fauna” extensa: girafa, vários espécimes de caninos, gato, veado, coelho, peixe, galinha e um pombo, entre outros. Os exemplares são bem comuns na natureza; no entanto, tornam-se muito exóticos quando entram no palco do Pânico.

A atração tem graça por ser “nonsense” (sem sentido). Justamente, a graça está no absurdo da cena. Um desavisado que estiver navegando pelos canais, corre o risco de ser surpreendido por um mascote dançando. Esse não é o tipo de coisa que se espera ver entre 12:00 e 14:00.

Nos Estados Unidos, é tradicional o mascote ser protagonista em eventos esportivos. Sabendo que situações sem sentido fazem sucesso, e apostando nisso, já aconteceram rinhas insanas de mascotes.

O time de futebol Internacional de Porto Alegre tem um mascote: o saci. Pois, o artífice da alegria do esporte bretão foi acusado de assédio sexual. Se o o folclórico personagem, ou o intérprete do perneta sapeca será considerado o macho tóxico, a Justiça há de confirmar, porém, independentemente do que aconteceu, a fantasia sempre exibe um sorriso enigmático e comprometedor.

O humor silencioso é saudável nos tempos do processo jurídico perseguindo o que é considerado politicamente incorreto e ofensivo. Mas isso pode mudar, se a Sociedade Protetora dos Animais achar uma brecha jurídica e processar o Pânico por maus tratos animais.


Biografia:
Ensino secundário completo. Trabalhei em várias empresas, fora da literatura. Tenho um blog, onde publico meus textos: “Gazeta Explosiva” Blogger
Número de vezes que este texto foi lido: 54976


Outros títulos do mesmo autor

Ensaios 🔴 Sim, e daí! Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Decadence avec elegance Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 O atirador da Pensilvânia Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 O lobo solitário e seus amigos Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 O ocultismo da Globo Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Intolerância Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Evidências Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Vamo falá de coisa boa Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 Bye, Biden Rafael da Silva Claro
Ensaios 🔴 O Efeito Cobra Rafael da Silva Claro

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 443.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
Minicurso sobre a redação no ENEM - Isadora Welzel 79731 Visitas
URBE - Darwin Ferraretto 59549 Visitas
Salvando computador muito ruim - Vander Roberto 55635 Visitas
81 anos da prisão e morte dos Rosas Brancas - Vander Roberto 55456 Visitas
Delícias da festa junina - Ivone Boechat 55378 Visitas
QUE SE... - orivaldo grandizoli 55371 Visitas
Lançamento do livro - Alberto Kopittke 55352 Visitas
Nua, totalmente indefesa - rodrigo ribeiro 55309 Visitas
A FARSA DA USURA - fabio espirito santo 55293 Visitas
O estranho morador da casa 7 - Condorcet Aranha 55275 Visitas

Páginas: Próxima Última