Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Na pressão
Rafael da Silva Claro


A invasão ao Capitólio foi grave porque resultou em cinco mortos. Mas, acreditem, foi apenas um ensaio, perto do que já houve nos Estados Unidos e do que está para acontecer no mundo. O novo normal é isso!

O país que teve três presidentes assassinados (Abraham Lincoln, James Andrew Garfield, William McKinley e John Fitzgerald Kennedy), bem como a Guerra Civil e outros conflitos, não pode se assustar com o simulacro de rebelião. Agora, houve momentos graves, mas também muitos “momentos selfie” ou “estive no Capitólio, lembrei-me de você”, no que lembrava uma excursão com vista monitorada. Definitivamente, isso foi muito longe da invasão que a CNN tentou vender. Conclusão: este mês, as redes sociais estarão decoradas com retratos “oficiais”.

A CNN tem uma rixa particular com o quase ex-presidente Donald Trump e a imprensa mundial, que replica a narrativa da gigante norte-americana, por preguiça ou por ideologia, também. O que a CNN quis que fosse fato, no dia seis de janeiro, virou manchete no dia seguinte. Figuras deploráveis, usando a palavra “democracia”, saíram tuitando besteiras como se não houvesse amanhã.

Eleição presidencial, 2022 está próximo e o establishment já está movimentado-se. Entretanto, não adiantará, porque o recrudescimento do que já está no limite, só fará a panela de pressão explodir. Censura das redes sociais (aprovada por quem se dizia liberal), imprensa com abstinência de dinheiro estatal, políticos com abstinência de dinheiro e cargos e o injustificável vírus chinês, está tudo em ebulição.

As figuras que sentem essa abstinência são facilmente identificáveis: em momentos turbulentos, elas lançam mão, como mísseis, das expressões “democracia” e “estado democrático de direito”. O uso destes subterfúgios, é um artifício para implantar o medo de perder essas coisas tão imprescindíveis, embora muitos não saibam os seus significados.

Quem gostaria que o “império estadunidense” ruísse, está triunfando. Nesses próximos quatro anos, vamos assistir a uma catástrofe administrativa. Hoje, existe uma migração interestadual; em breve, a imagem, que parece exagero, é de norte-americanos dos EUA fugindo para o México.


Biografia:
Ensino secundário completo. Trabalhei em várias empresas, fora da literatura. Tenho um blog, onde publico meus textos: “Gazeta Explosiva” Blogger
Número de vezes que este texto foi lido: 162


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas É só dobrar o pescoço Rafael da Silva Claro
Releases Brasil Paralelo Rafael da Silva Claro
Crônicas A bela e a fera Rafael da Silva Claro
Crônicas A placa avisou Rafael da Silva Claro
Crônicas Até tu! Rafael da Silva Claro
Crônicas Fogo no Parquinho Rafael da Silva Claro
Crônicas O Último Carnaval Rafael da Silva Claro
Ensaios Sai, coisa Rafael da Silva Claro
Ensaios Leite condensado de direita Rafael da Silva Claro
Crônicas Crônica de Gelo e Fogo * Rafael da Silva Claro

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 96.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 76106 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 62047 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 50294 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 50059 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 49616 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 49285 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 48994 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 48819 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 48795 Visitas
Um dia - Luca Schneersohn 48242 Visitas

Páginas: Próxima Última