Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Pantanal
Rafael da Silva Claro

A Vênus Platinada, Poderosa, Plim-plim, Rede Globo irá fazer uma refilmagem da novela Pantanal. Qualquer semelhança com a realidade não será mera coincidência.

O folhetim foi um sucesso surpreendente da extinta rede Manchete. A audiência foi tanta, que suplantou as, até então, novelas globais. O enredo arrastado e o ritmo lento não espantaram o público porque a trilha sonora era muito boa e as imagens eram de uma beleza rara. O clima bucólico dava uma nostalgia até para quem só conhecia prédios.

O que a Globo não conta, é que ela não vai sucumbir ao algoz de outrora (novela Pantanal) à toa. A emissora e o estamento burocrático não conseguiram eleger quem faria o papel de presidente dessa vez. Antes, a “estratégia das tesouras” garantia que o PT e PSDB alternassem no poder. A quebra desse teatro trouxe a mesma instabilidade e revolta que o fim da escravidão gerou nos oligarcas e a quebra do pacto da República do Café com Leite trouxe a Minas Gerais e grupos de interesses.

Atualmente, a Globo é, talvez, o principal grupo de interesse. Antes, o governo federal repassava muito dinheiro; agora, a fonte secou. Resultado: jornalismo militante, todos os programas (exemplos: humor, esportes e programas de auditório) descendo a lenha no governo. O elenco não podia emitir opinião política; agora pode, contra.

A covid-19 arrefeceu, não atrai mais tanto o interesse da população, então o Pantanal será retratado em chamas. Lógico que assim ele está, mas o fato será antropogênico. Não tenho medo de elucubrar: vão politizar o Pantanal.

Com a patrulha do politicamente correto de olho nos limites permitidos, o diretor terá que produzir uma novela menos rústica que a de 1990. Menos, por assim dizer, pantaneira. A produção original era autêntica, roots, porque abusava de machismo (e outros “ismos”), homofobia (e outras “fobias”) e um portfólio extenso de grosserias e insultos, maior que a população de tuiuiús.

O remake têm toda atmosfera para ser uma versão nutella, um Pantanal meio “apartamento da Zona Sul do Rio de Janeiro”, “comercial de margarina”.

O Silvio Santos pode jogar terra no tererê da Globo, exibindo novamente a Pantanal “de raiz”. Aguardemos as cenas dos próximos capítulos.


Biografia:
Ensino secundário completo. Trabalhei em várias empresas, fora da literatura. Tenho um blog, onde publico meus textos: “Gazeta Explosiva” Blogger
Número de vezes que este texto foi lido: 33818


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas São Paulo 467 - “Non ducor, duco” * Rafael da Silva Claro
Ensaios O Novo Normal Rafael da Silva Claro
Ensaios Guia Politicamente Incorreto da Pandemia Rafael da Silva Claro
Ensaios Na pressão Rafael da Silva Claro
Ensaios Nadando de braçada Rafael da Silva Claro
Ensaios Dois Papas Rafael da Silva Claro
Ensaios O Clarividente Rafael da Silva Claro
Ensaios Polícia e ladrão Rafael da Silva Claro
Crônicas Retrospectiva 2020 Rafael da Silva Claro
Ensaios Espiral do silêncio Rafael da Silva Claro

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 85.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 52788 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 44678 Visitas
IHVH (IAHUAH) e ISV (IASHUA) - Gileno Correia dos Santos 43857 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 42138 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 41551 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 41330 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 41314 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 41156 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 40919 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 40901 Visitas

Páginas: Próxima Última