Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
GRANDE LUTADOR PELOS DIREITOS DO HOMEM
Jania Souza
JANIA MARIA SOUZA DA SILVA

Resumo:
Homenagem ao poeta e escritor Mery Medeiros

Um sentimento de impotência envolve-nos na exata hora em que um companheiro de lutas diárias se encanta para seguir seus novos passos em outra dimensão.

Embora seja apenas uma viagem, a ruptura na convivência machuca deveras pela certeza de não mais poder ter a oportunidade de em um certo dia esbarrar com ele em uma esquina ou no Grande Ponto. Quiçá em uma aconchegante e envolvente reunião da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do Rio Grande do Norte - SPVARN, para longos papos sobre literatura, poesia, política e novidades ocorridas em nossa tribo potiguar.

Foram numerosos os momentos vivenciados na Biblioteca do Restaurante do SESC na Avenida Rio Branco; na Casa do Trabalhador na Rua Gonçalves Ledo; na varanda ou auditório da Fundação Capitania das Artes - FUNCARTE; no Palácio Felipe Camarão sede da Câmara Municipal de Vereadores em Natal; em reuniões dos Direitos Humanos - Dhnet com Roberto Monte; ou a seu convite para declamar e confraternizar em eventos do Partido Comunista do Brasil - PCdoB sua fonte ideológica na luta por melhores condições de sobrevida humana e social. Nos anos de 1987, ocasião em que tive o prazer de conhecê-lo e tornar-me sua amiga até sua reclusão em razão de debilitação na saúde, logo após o lançamento de seu último livro, em que homenageou vultos históricos da cidade e do Brasil, que tocaram seu coração. Dentre os quais encontrava-se o seu amigo e jornalista Ubirajara Macedo, último a perecer vitimado por um câncer.

Orgulhava-se de trabalhar em sua empresa, Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte - CAERN. Local em que se tornou sindicalista até a sua aposentadoria. Liderou muitas campanhas salariais e junto com os seus colegas conseguiram muitas melhorias para empregados e, consequentemente, suas famílias. Jamais foi um ser individualista. Sempre lutava pelo coletivo sem a pretensão de ficar milionário ou muito importante com essa opção de escolha. Era altruísta e abnegado às causas humanas.

Havia grande afinidade entre nós dois e, em certa ocasião em conversa na varanda da FUNCARTE, em frente à Biblioteca Municipal Esmeraldo Siqueira, enquanto esperávamos a chegada do público para o SARAU Estação da Lira, entre 18h e 18h30, falou-me:

"- A SPVARN é um lugar atípico onde um comunista conversa e troca ideias com uma cristã social democrata com harmonia e parcimônia de forma amigável, respaldados na compreensão e respeito às diferenças de pensamento. Torna possível a convivência e a coexistência das diferenças ideológicas sem conflitos desnecessários de supremacia ao poder."

Em resposta, sorri concordando com a afirmação.

Mery Medeiros era esse ser especial, como poucos, que passam pela Terra e marcam esse chão com suas palavras e ações.


Biografia:
JANIA SOUZA, potiguar da cidade de Natal, bancária da Caixa, economista, contadora, ativista cultural, poeta, escritora, artista plástica. Sócia Fundadora da Sociedade dos Poetas Vivos e Afins do RN (SPVA/RN), onde exerceu os cargos de Coordenação Geral; Direção Executiva; Direção de Eventos; atualmente integra o Conselho Fiscal. Organizou as edições da ANTOLOGIA LITERÁRIA da SPVA/RN, volumes 01, 02, 04 e 05, encontra-se a organizar o vol. 06. Participação em várias coletâneas nacionais, inclusive na Komedi e na Nau Literária. Pacifista e voluntária no Projeto Fraldinha, que promove a construção de uma consciência cidadã em crianças a partir dos 04 anos até jovens com mais de 20 através da prática do esporte futebol, xadrez e palestras. Sócia da UBE/RNA; AJEB/RN; Clube dos Escritores de Piracicaba. Afirma que a arma da vida é a leitura. Contato: www.janiasouzaspvarncultural.blogspot.com
Número de vezes que este texto foi lido: 53052


Outros títulos do mesmo autor

Poesias POEMA PARA UMA IMAGEM JANIA MARIA SOUZA DA SILVA
Poesias CLAMOR NA IGREJA DE SÃO PEDRO JANIA MARIA SOUZA DA SILVA
Poesias Nova Rua JANIA MARIA SOUZA DA SILVA
Poesias Breves Palavras a Saramago JANIA MARIA SOUZA DA SILVA
Poesias CARROSSEL DA IRMANDADE DA VIDA JANIA MARIA SOUZA DA SILVA
Poesias Nos Braços do Carnaval JANIA MARIA SOUZA DA SILVA
Poesias ANVERSO DO FOLHETIM JANIA MARIA SOUZA DA SILVA
Poesias O DIA EM QUE O BOI FALOU JANIA MARIA SOUZA DA SILVA

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 61 até 68 de um total de 68.


escrita@komedi.com.br © 2024
 
  Textos mais lidos
ficou vendo as oportunidades irem embora - Riz de Ferelas 6 Visitas
estive buscando o horizonte de seus pensamentos - Riz de Ferelas 6 Visitas
meu coração vai escrever versos que vão trazer luz - Riz de Ferelas 6 Visitas
em meu coração existe uma tempestade - Riz de Ferelas 6 Visitas
um dia vamos colher rosas - Riz de Ferelas 4 Visitas

Páginas: Primeira Anterior