Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
TRAVESSEIRO MACIO
Tércio Sthal

Minha cabeça rocha
meu travesseiro macio:
Mar que não conheço a fundo.

Sombras de Ser e de Não-Ser:
Palavras, silêncios, ecos...
Ora venenos, ora antídotos.

Razões desconhecidas:
Cercas de arames farpados.
Carneirinhos que pulam.

Num dia-noite, talvez madrugada,
quem sabe eu consiga
contar todos os carneirinhos.

Mas tomara que eu não durma,
mesmo em travesseiro macio,
sem acordar os meus sonhos.



Biografia:
Tércio Sthal, Natural de Tupã, SP, Poeta e Escritor, MBA em Gestão de Pessoas, Cadeira de nº 28 da Academia Nacional de Letras do Portal do Poeta Brasileiro, com publicações em coletâneas da Shan Editores, Autor de a Cidade das Águas Azuis e O Menino do Dedo Torto, Do Abstrato ao Adjacente, Inferências, Referências e Preferências em http://bookess.com e Lâminas e Recortes em Widbook.com
Número de vezes que este texto foi lido: 594


Outros títulos do mesmo autor

Poesias ARQUIVO MORTO Tércio Sthal
Poesias VOOS E ENJOOS Tércio Sthal
Poesias IMUNIDADE E IMPUNIDADE Tércio Sthal
Poesias MÚSICA, MAESTRO! Tércio Sthal
Poesias AMOR, MAGIA E ARTE Tércio Sthal
Poesias A VERDADE Tércio Sthal
Poesias FIO DA ESPADA Tércio Sthal

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 321 até 327 de um total de 327.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Minha Terra - Hélder dos Santos da Glória Duarte 3 Visitas
SALVAR VIDAS PERDIDAS - Alexsandre Soares de Lima 3 Visitas
O CARRINHO DE ROLIMÃ - Saulo Piva Romero 3 Visitas
Escrever - Hélder dos Santos da Glória Duarte 2 Visitas
Análise do poema Olhos Verdes, de Gonçalves Dias - Flora Fernweh 2 Visitas
O que tem a temer ? - Micael Costa Lacerda Rafaini 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior