Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Migalhas de doçura
Matilde Diesel Borille

Em quietude clara e nobre
a cada manhã nasce o Sol.
Ali, tão sempre perto,
só para todos, canta,
o passarinho ninguém,
quebrando, não à força,
o silêncio da cidade.
No canteiro aquecido,
enrolada em uma manta,
um tanto sonho
que tenho
a inspiração pura e perfeita,
um tanto verso
a poesia dos olhos teus,
um tanto, também, acredite,
volito entre as nuvens
como se fosse uma
pequena nuvem,
do tamanho da mão de uma criança,
pedacinho de esperança,
chuva que vai descer
sobre paisagem seca,
migalhas de doçura,
que sublimará a terra.


Biografia:

Este texto é administrado por: MATILDE DIESEL BORILLE
Número de vezes que este texto foi lido: 254


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Fios de sóis Matilde Diesel Borille
Infantil Sentimento de criança Matilde Diesel Borille
Poesias Além do verde dourado Matilde Diesel Borille

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 61 até 63 de um total de 63.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Botina - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 11 Visitas
Combalida - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 11 Visitas
Sentida - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 11 Visitas
Pequena - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 11 Visitas
Só deixa - Bernardo Felipe Rotiroti 10 Visitas
VERSO DE UM DEPRIMIDO - Alexsandre Soares de Lima 9 Visitas
Cortina - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 8 Visitas

Páginas: Primeira Anterior