Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Cobranças Sociais
Bia Nahas

Pele de porcelana.
Cintura sobrehumana.
Unhas feitas.
Impecável cabeleira.
Raiva inválida ao ser expressada.
Desaprovada ao se sentir pesada
Muito menos se está mal arrumada.

Crianças mal educadas
É só a mulher a responsabilizada.
Trabalho discriminatório
Em salário e falatório.
Raiva inválida ao ser expressada.
Desaprovada ao se sentir sobrecarregada
Muito menos injustiçada.

Casava com quem o pai queria.
Falava só quando podia.
Sem poder mostrar a sua opinião,
Foi escondendo a sua razão e a sua emoção.
Raiva inválida ao ser expressada
Pela sociedade que desaprovava
Quando sua voz se mostrava.

Aos poucos, a mulher entende
Que andar na linha é conveniente
Para a função da mulher que a cultura estabelece
E que a impõe como natureza da mente ou corpo e por isso, se enfurece
Por suas emoções descontroladas não terem motivo
Já que se exige que a mulher seja forte independente de ser possível.

-

Autoridades rígidas.
Inteligência sem medidas.
Sensibilidade dificultada
Sem poder deixar cair uma lágrima.
Tristeza inválida ao ser expressada.
Desaprovado ao se sentir sensibilizado
Como se a sociedade o visse como um grande fraco.

Cabelos curtos.
Peitorais duros.
Musculoso escultural.
Tanquinho surreal.
Tristeza inválida ao ser expressada.
Desaprovado ao se sentir pressionado
A manter um conto de fadas idealizado.

Sexualidade ativa à mostra.
Precisando mostrar a prova
De que por muitas mulheres é desejado
Se não, é ridicularizado ou chamado de "viado".
Tristeza inválida ao ser expressada.
Desaprovado se é homossexual
Como se fosse um crime anormal.

Aos poucos, o homem entende
Que andar na linha é conveniente
Para a função do homem que a cultura estabelece
E que a impõe como natureza da mente ou corpo e por isso, se entristece
Por suas emoções descontroladas não terem motivo
Já que se exige ao homem que seja forte independente de ser possível.

-

Tanto o homem quanto a mulher
Tem responsabilidades como a sociedade quer.
Algumas fazem sentido
Porque o mundo tem o seu rítmo,
Mas outras não tem propósito
Que são reproduzidas pela sociedade de um intenso modo,
Pois cobram depois de terem sido cobradas
E não terem sido bem contestadas
Como se fossem irracionais máquinas.

A humanidade deve ser revelada.
A família, de maneira empática,
Deve compartilhar responsabilidades,
Limitações e dificuldades
Desconstruindo a falsa ilusão
De um super-homem ou super-mulher em perfeição
A simples e aprendizes humanos
que devem se ver e serem vistos com suas vitórias e enganos.

Os sujeitos devem mostrar sua opinião!
Os sujeitos devem mostrar sua emoção
Sendo essas acolhidas
Por pessoas com autonomia
De poderem dizer o que sentem, pensam e o que vão fazer com as suas vidas.

Os sujeitos devem possibilitar um diálogo
Para que desse modo, despertem algo
Em suas mentes que são o centro da transformação
Quando conseguem compreender devidamente como são.
O que a sociedade diz ser naturalizado,
Na verdade, É culturalizado
E por isso, deve ser refletido
Para quem busca na vida um sentido.

O nosso eu será melhor entendido
Quando entendermos o sentido
De que somos socialmente condicionados,
Mas que podemos escolher ser ou não dominados
Por essa influência
Possibilitando a paciência
Na nossa mente que necessita
Se perceber como alguém ativa.

A mente, coração e ação devem estar alinhadas
Para que a consciência seja despertada
E possa fazer algo com o seu mundo
Já que não somos escravos do que nos impõe a cada segundo.
Devemos nos amar, mas como?!
Permitindo ser quem somos...


Biografia:
Oi, gente! Meu nome é beatriz nahas.Tenho 20 anos. Sou de São Paulo capital. Estou fazendo faculdade de psicologia. Cada poema é muito especial e único, pois expresso alguma inquietação social ou pessoal. Faço encomendas de poesias. ´E só me pedir por email que será um prazer fazê-la. Email para contato: nahasbeatriz@gmail.com Meu blog pessoal de poesias: www.rumoaminhamente.blogspot.com.br Twitter: @Bia__Nahas
Número de vezes que este texto foi lido: 43


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Vícios Insistentes Bia Nahas
Poesias O Rico Menino Bia Nahas
Poesias Entre o Mar e o Céu Bia Nahas
Poesias O Amor e o Tempo Bia Nahas
Poesias Um Conflito do Meu ´Intimo Bia Nahas
Poesias Universo de Perto Bia Nahas
Poesias Construir, Desconstruir e Reconstruir Bia Nahas
Poesias O Ressignificar Bia Nahas
Poesias Mescla Benéfica Bia Nahas
Poesias Homossexualidade não é Doença Bia Nahas

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 209.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
haicai - rodrigo ribeiro 38204 Visitas
The crow - The Wiki World - The Crow 38179 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30419 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 29829 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29729 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29723 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29700 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29519 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 29468 Visitas
Amores! - 29431 Visitas

Páginas: Próxima Última