Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
UM 2050 PARADOXAL
DIRCEU DETROZ

A reportagem do jornal “The New York Times” sobre o novo estudo divulgado alertando para os perigos que nós representamos ao planeta começa assim: “Os seres humanos estão alterando as paisagens naturais da Terra de forma tão dramática que há pelo menos um 1 milhão de espécies de animais e plantas em risco de extinção".

O relatório com 1.500 páginas que envolveu 145 cientistas além de milhares de fontes, mostra com clareza o quanto estamos afetando a biodiversidade. E se ainda não entramos na lista das espécies ameaçadas, estamos no limite do caminho sem volta.

Possivelmente as preocupações com a explosão demográfica não estejam no relatório final. Ainda é um assunto proibido. Como escrevi uma vez, depois de ler a trama de “Inferno” escrito por Dan Brown, cedo ou tarde os governos terão de encará-lo. Diante do cenário apresentado pelo estudo acho que já demorou demais.

Desde as savanas africanas, chegando as florestas tropicais da América do Sul, a vida animal e vegetal teve uma redução de 20% em cem anos. Com a população do planeta ultrapassando os 7 bilhões, essa redução se deve as atividades humanas para se sustentar. A agricultura, a pesca, a exploração de madeiras, e a mineração estão alterando o mundo natural.

Nunca a espécie humana produziu tanta comida como atualmente. Só que o planeta paga um preço alto por isto. Em 23% da área terrestre do planeta a agricultura já é prejudicada pela deterioração do solo. Mais de um terço da superfície da Terra, e 75% das fontes de água doce estão reservadas para a pecuária ou agricultura.

O estudo traz também a questão do desaparecimento das abelhas. Estima-se que a falta de polinizadores para frutas e legumes causem prejuízos anuais de US$ 577 bilhões. Com a perda de manguezais e dos recifes de corais, 300 milhões de pessoas serão expostas aos perigos de inundações. Desde a década de oitenta, a poluição por plástico aumentou dez vezes.

O estudo diz que de modo geral e isto é assustador, por obra dos seres humanos cerca de três quartos da área terrestre do planeta foi alterada. Em três séculos, 85% das áreas alagadas desapareceram.

O estudo deixa claro que há muito mais em jogo do que apenas o aquecimento global. Como bem escreve Yuval Noah Harari em “Sapiens — Uma Breve História da Humanidade”, desde que se espalhou pelo planeta a raça humana começou a destruí-lo.

A tecnologia prevê um mundo completamente novo em 2050. Se nada for feito, e a vontade de fazer tem esbarrado nas ideologias e no dinheiro, teremos um planeta completamente devastado na mesmo data. Será paradoxal viver neste mundo.


Biografia:
Sou catarinense, natural da cidade de Rio Negrinho. Minhas colunas são publicadas as sextas-feiras, no Jornal do Povo. Uma atividade sem remuneração.Meus poemas eu publico em alguns sites. Meu e-mail para contato é: dirzz@uol.com.br.
Número de vezes que este texto foi lido: 224


Outros títulos do mesmo autor

Artigos RETRATOS DO BRASIL DIRCEU DETROZ
Poesias TEMPORAL DIRCEU DETROZ
Artigos JULGAMENTO, PIZZA OU CIRCO? DIRCEU DETROZ
Poesias HOUVE UMA VEZ... UM VERÃO DIRCEU DETROZ
Poesias LIZZANDRA DIRCEU DETROZ
Artigos UMA GUERRA SILENCIOSA DIRCEU DETROZ
Poesias CIO DIRCEU DETROZ
Poesias JARDIM SECRETO DIRCEU DETROZ

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 941 até 948 de um total de 948.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Tempestade - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 0 Visitas
Amizade - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 0 Visitas
A MOCINHA DE SUSÃ - Saulo Piva Romero 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior