Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
A MAÇA DO CONHECIMENTO
DIRCEU DETROZ

Cristóvão Colombo foi o responsável por um dos maiores feitos da Humanidade. Todos sabemos o que aconteceu em 12 de outubro de 1492. Talvez, nem todos. Estranhamente esse destemido navegador acabou traído pela sua crença.

Colombo morreu sem acreditar ter descoberto um novo continente. Estava convicto de ali ser a “Índias”, uma ilha na costa leste da Ásia. Até chamou os habitantes locais de “índios”. Não acreditou porque em nenhum lugar da Bíblia falava dessa nova terra.

É atribuído a Américo Vespúcio que participou de várias expedições a essa nova terra entre 1499 e 1504 a certeza de que a descoberta de Colombo se tratava de um continente desconhecido. Quando o cartógrafo Martin Waldseemüller atualizou seu mapa-múndi, erroneamente acreditando ser Vespúcio seu descobridor batizou o novo continente de América.

A crença é uma traiçoeira e tanto. Se perguntados qual é o livro mais influente da história, dependendo da religião do perguntado, ouviremos repostas como: Bíblia, Alcorão, Vedas.

Grande engano. O livro mais influente da história fala de ciência. “Princípios Básicos da Filosofia Natural” escrito por Isaac Newton fundamenta toda a mecânica clássica que usamos no nosso dia a dia atualmente. Lenda por lenda, a maça da Lei da Gravidade de Newton é muito mais importante do que a maça da Eva.

Se o vírus do conhecimento não tivesse confrontado a crença, ainda estaríamos nos arrastando na Idade Média. Talvez, sem energia elétrica, sem água encanada. Com crianças morrendo por dor de barriga. Ainda seríamos o centro do Sistema Solar. Não pensem que foi fácil para a ciência escapar das garras dos dogmas religiosos. Santos foram aqueles que ousaram.

À medida que a ciência foi vencendo as batalhas o mundo se transformou a partir do século 18. Foi como se uma nuvem negra tivesse se afastado. A ciência nunca precisou se adequar aos dogmas religiosos. O inverso sempre foi uma constante, e na Idade Moderna acontece com muito mais frequência.

O motivo da ciência ter vencido é simples. A religião nunca conseguiu fazer sua arma do acreditar evoluir. A arma questionar da ciência evolui diariamente. Uma teoria aceita como verdadeira hoje, pode deixar de ser amanhã. A crença sempre terá um limite. A ciência nunca.

Enquanto para o nosso planeta ainda houver alguma chance de salvação, ela virá pelas mãos da ciência. Quando isso deixar de ser possível, a crença estará outra vez acendendo fogueiras e queimando “bruxas” vivas. Sua última diversão antes do fim.


Biografia:
Sou catarinense, natural da cidade de Rio Negrinho. Minhas colunas são publicadas as sextas-feiras, no Jornal do Povo. Uma atividade sem remuneração.Meus poemas eu publico em alguns sites. Meu e-mail para contato é: dirzz@uol.com.br.
Número de vezes que este texto foi lido: 28515


Outros títulos do mesmo autor

Crônicas A descoberta da Terra DIRCEU DETROZ
Poesias POSFÁCIO DIRCEU DETROZ
Crônicas A paciente silenciosa DIRCEU DETROZ
Crônicas Muito além da Amazônia DIRCEU DETROZ
Crônicas A causa da ciência DIRCEU DETROZ
Poesias MARCADOR DE PÁGINAS DIRCEU DETROZ
Crônicas Os senhores das armas DIRCEU DETROZ
Crônicas A esperança e a dor DIRCEU DETROZ
Crônicas O primeiro homem DIRCEU DETROZ
Crônicas As garotas da ficção DIRCEU DETROZ

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 930.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
The crow - The Wiki World - The Crow 48653 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 39030 Visitas
OS ANIMAIS E A SABEDORIA POPULAR - Orlando Batista dos Santos 33117 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 32055 Visitas
Amores! - 32053 Visitas
Desabafo - 31673 Visitas
Reencontro - Jose Andrade de Souza 31414 Visitas
haicai - rodrigo ribeiro 30790 Visitas
Faça alguém feliz - 30779 Visitas
Vivo com.. - 30436 Visitas

Páginas: Próxima Última