Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Cadê você, Constância?
Existiria mudança sem a possibilidade de permanência?
Alice Silva

Passando a passarada
Pouso somente no poderem passar
Às pressas, pouco a pouco pressionando a mim..

Passam a todos instante,
Brilham e simplesmente se vão
E aí de mim, se quiser d'algum me apoderar..
São folhas de papel, correndo entre dois dedos
Que nem a juventude lhes pode alcançar..

Neste canto, as notas se alteram,
Vão e vem num constante retornar,
Mas aí do Desafino, deste sempre poderei relembrar..

Sem a eternidade nada de breve poderia haver
Sem a constância que rege a mudança,
De novo poderia assim ser
A fidelidade dá o tom
A mudança lhe acrescenta um acorde

Pode ser ele maior ou menor..


Biografia:
Alice Silva, 21 anos, cantar, ler e escrever, são como respirar.
Número de vezes que este texto foi lido: 28465


Outros títulos do mesmo autor

Poesias As mimosas florzinhas Alice Silva
Poesias Paciência Alice Silva
Contos Imitação Alice Silva
Poesias Alice Silva
Poesias Pior mãe do mundo Alice Silva
Poesias Gastura Alice Silva
Poesias Ópio Alice Silva
Poesias Engasgo Alice Silva
Poesias Peste Alice Silva

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 51 até 59 de um total de 59.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2019
 
  Textos mais lidos
Mocinha de Tranças - Bia Nahas 2 Visitas
Estrofe sem rima - Daniele Alice 2 Visitas
Dramas da madrugada - Daniele Alice 2 Visitas
Quiçá - Alice Silva 1 Visitas

Páginas: Primeira Anterior