Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Lamento
Sinto ter que sentir muito
FERNANDO

Resumo:
Hoje não esta nada fácil, voltei ao passado, fiz o caminho do calvário que me levou a essa cruz, pregado de cabeça para baixo. Lamentando, suplicando, os chicotes não doem tanto quanto a desgraça daquelas risadas, vi meu corpo queimar e não ter nada, nem sentimento

Verdade desisti, perdi pra morte. Deixo minhas obras póstumas, lamentarei no inferno até que me alma descanse e que o perdão a mim chegue, a morte, cantou tantas desgraças em meus ouvidos. É hoje, não tem jeito, entrarei por essas portas sem convites, minha orações se esgotaram, meu pedido de perdão não foram ouvidos, fechei a porta das esperanças e o pouco de fé que me restava vai embora, a chama apagou e estou sentindo o gelado, são meus pulsos que sangram ou minha garganta que a corda fecha. Fui forte enquanto durei, tão forte que quando caí era pesado demais para poder me levantar, venceu a inveja e todos meus gritos de súplica não foram ouvidos, pedir o milagre do divino, o que é divino, será que vou encontrar. A minha figura escrota vai acabar e vão seguir em paz, chega desse fado nas costas, enlameado, sujo, escorre pela boca, suja meu corpo. Tirou minha dignidade, eu não tenho nome, voz foi calada, súplica. Pela última vez estico meu braços e peço pela minha glória ou então que me joguem as cordas



Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 39677


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Versículo 9 FERNANDO
Poesias Lamento FERNANDO
Poesias Não sonhei com você FERNANDO
Poesias Rio da morte FERNANDO
Poesias Súplica do tolo FERNANDO
Poesias Grita FERNANDO
Poesias Fantasma da sociedade FERNANDO
Discursos Década perdida FERNANDO


Publicações de número 1 até 8 de um total de 8.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
André do Rap - Rafael da Silva Claro 0 Visitas
É MARAVILHOSO O AMOR INFINITO - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
SOMENTE NÓS DOIS E O CÉU - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
AMAR, SER AMADO, VIVER - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas
CONSTRUINDO UM CASTELO - Alexsandre Soares de Lima 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior