Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
ESSES PARAISOS
DE PAULO FOG
paulo azambuja

Resumo:
EXCELENTE


               ESSES PARAISOS



      Somente o meu ontem alinhado ao hoje e fugindo com o amanhã.
      Aquele homem, cabelos grisalhos, rosto jovial, sorriso farto e falso me fez entender que tudo
      Tem seu preço.
      Por um pacote de balas e doces que ganhei daquele ser, de certo
      Estupendo, em poucos segundos, fechei meus olhos e ali senti as frias mãos
      Tocar minhas pernas.
      O gelo tomou conta de meu corpo, eu suei e gritei porém foi abafado por algumas cédulas.
      Perdi a noção, a incência e assim minha fragilidade se é que houve em algum tempo.






      Ali uma criança de seus 8 anos teve á extrema experiência de toque, afago e medo.
      Um medo que eu na realidade nunca cultivei.
      De volta para casa com os doces e lembranças que ainda guardo de um jeito especial
      Nunca mais me deparei com aquele jovem de seus tantos anos.
      Hoje me acho diante a qualquer um, caminhando na rua que ás vezes chamam de amargura.
      Em frente ao poste da solidão eu desaguei e destilei toda soberba da humanindade.
      Vivi outros sonhos e despertei em novas realidades.


      Nunca teve espanto ou terror, meus passos foram bem contados.
      Até criei outros sorrisos e fiz malandragem do bem com intuito de o poder sobreviver.
      Frente a este e outros problemas eu sempre serei forte, afinal a faca da injustiça me fez vários cortes, mais na enfermaria da vivência
      Eu reafirmei todas as minhas lógicas e remendei os pontos que o tal injusto mais sóbrio destino me desferiu.
      Aceito o cálice da boa senhoria e o paladar dos dias por virem.
      09032019...............................


Biografia:
gosto de escrever
Número de vezes que este texto foi lido: 28683


Outros títulos do mesmo autor

Poesias O MEDO E SEUS PARCEIROS paulo azambuja
Crônicas NOSSO PAÍS E SEUS DEVANEIOS paulo azambuja
Poesias O SENTIDO DE DOER paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 11 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Poesias OUTROS SONHOS E AFINS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 10 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 9 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 8 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Contos ESTRADA DE AÇO 7 NOVEL LIVRE 12 ANOS paulo azambuja
Poesias INCERTEZAS E OUTROS MOMENTOS paulo azambuja

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última

Publicações de número 11 até 20 de um total de 166.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
TOMO TUDO - sigmar montemor 39758 Visitas
Lamento - FERNANDO 39593 Visitas
Desabafo - 38829 Visitas
viramundo vai a frança - 38161 Visitas
MANCHETE DE JORNAL - sigmar montemor 37506 Visitas
Faça alguém feliz - 37043 Visitas
Parabéns, Daniel Dantas! - Carlos Rogério Lima da Mota 36317 Visitas
Vivo com.. - 36293 Visitas
eu sei quem sou - 35214 Visitas
camaro amarelo - 35032 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última