Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Retrovisores
Widralino

Esses olhos
Cheios de nada
São binóculos da carne
Miram corações frios

E quando fechados
Têm o campo de visão mais aberto
Vêem imprevistos
Não se surpreendem mais

Não são vermelhos
São pretos e aguçados
Mas andam banhados de sangue
Bolor e ruína

Empoeirados de tanto usados
Ainda enchergam ao longe
Montanhas e mares secos
O aterrar dos céus
O inexistente

Esses olhos que me doem
Conhecem o invisível
E fazem-me viver com medo
De tudo aquilo que vejo sem ver
Um dia acontecer.


Biografia:
Sou um guardião do alheio, procuro por mim mesmo desde sempre...
Número de vezes que este texto foi lido: 117


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Intervalo Widralino
Poesias Antes e depois Widralino
Poesias Quando cais Widralino
Poesias Noite Longa Widralino
Poesias "Feeling" Widralino
Poesias Tensão Widralino
Poesias Instável Widralino
Poesias Réus Widralino
Poesias Pirolito pro coração Widralino
Poesias Em Baixo Widralino

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 47.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2018
 
  Textos mais lidos
A Dama e o Valete - Talita Vasconcelos 184883 Visitas
PÃO E CIRCO - Tércio Sthal 160169 Visitas
Era uma casa grande - helena Maria Rabello Lyra 159997 Visitas
E assim foi a nossa história... - Nandoww 130108 Visitas
ENTENDA DE UMA VEZ POR TODAS O HINO NACIONAL - Fabbio Cortez 113375 Visitas
Transgressão do Dever - helena Maria Rabello Lyra 75273 Visitas
Esse mês de Julho... - Nandoww 69337 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 63391 Visitas
Fazendo amor - Milena Marques 59536 Visitas
Há uma urgência do amor.. - Sabrina Dos Santos 55143 Visitas

Páginas: Próxima Última