Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
PASSEIO PELA VIDA
...
orivaldo grandizoli

Resumo:
...

Hoje saí a andar pela cidade em que moro,
seus caminhos sem fim e suas ruas cheias de sinais,
fiz o que nunca havia feito antes, reparar, perceber,
mais que isso, entrar dentro das coisas e perguntar seus nomes,
conversar como quem sente a água descer pela garganta,
ver como quem sente os dedos do sol levantando as pálpebras...

Pessoas em seus casulos, vendendo e pedindo atenção,
eretas em suas pequenas nobrezas e grandes em seus corações,
prometi não reparar no mal e nem no brilho de sua faca afiada,
me entregar à beleza de viver com o compromisso de respeitar
o grão e a montanha, as janelas fechadas e as portas abertas,
o riso dado e o riso recebido como frutas do mesmo pomar,
o menino e o homem, a menina e a mãe, iguais no amor...

Mesmo sem querer se tropeça num colar de falsas pérolas, caído,
um brinco esquecido no vaso de flores do restaurante, em frente,
o aceno do homem que carrega restos de sua humanidade,
saber o quão é belo rir sem motivo, apenas por afeição,
se sentir parte do que acontece à sua volta,
andar de braços dados com o acaso
e sentir o movimento do amor
dentro de todo o corpo...

Muito mais poderia contar, dizer, mas espero ouvir de você
outras coisas que não percebi ao longo da estrada,
onde talvez estivesse a me ver passar, curioso,
e quem sabe, num dia qualquer, nos encontremos,
mãos cheias de fatos e repentinas tempestades,
nos sentemos para um café a olhar, ambos,
a cidade que abre os braços e nos envolve...


Biografia:
Se a palavra vem da boca nasci quando a genealidade marcou touca e me pôs para cantar em voz rouca...
Número de vezes que este texto foi lido: 111


Outros títulos do mesmo autor

Poesias UM orivaldo grandizoli
Poesias CANTARES orivaldo grandizoli
Poesias VOCÊ orivaldo grandizoli
Poesias MESMO QUE... orivaldo grandizoli
Poesias O APANHADOR NO CAMPO DE ESTRELAS orivaldo grandizoli
Poesias OI orivaldo grandizoli
Poesias AMANHÃRRÃ orivaldo grandizoli
Poesias QUANDO EU VIM orivaldo grandizoli

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 1951 até 1958 de um total de 1958.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
OS BENS DO TEU CORAÇÃO - orivaldo grandizoli 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior