Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Ao homem que me deixou
Liandra Lopes

Resumo:
As vezes somos apenas crianças presas em um pesadelo sem fim.

O caro homem que me deixou eu chamava de Pai,mas seu nome era Vagner.
Não vou dizer que você me deixando para trás me atrapalhou em alguma coisa. Senti sim a falta de uma presença paterna, por exemplo para me ensinar coisas das quais eu poderia precisar,como trocar uma lampada, já que mamãe vivia trabalhando e não tinha tempo disso, ou por exemplo que eu não deveria ligar para os garotos maus que zombavam de mim de mim na escola, você poderia me mostrar que eu era uma garota forte já que mamãe vivia trabalhando e não tinha tempo pra isso,você também podia me ensinar a fazer panquecas, já que minha mãe não tinha tempo.
Mas eu aprendi a não ligar pros garotos maus,aprendi como se troca uma lampada,aprendi a jogar futebol, aprendi a fazer panquecas,até biscoitos, tudo sozinha já que mamãe nunca teve tempo pra isso. Aprendi como não sentir saudades,aprendi sozinha sobre quem eu era, sobre a criança que eu via no espelho e hoje sobre a mulher que me tornei, sozinha...
Não vou dizer que a pior coisa que fez pra mim foi me deixar, eu aprendi apesar de um pouco cedo como eu iria viver dali pra frente,eu não teria meu pai o tempo todo para me ajudar,e isso foi meu ponto de partida pra conseguir fazer de tudo,eu até aprendi a como plantar arroz no nosso quintal igual o tio Marcos fazia quando eu tinha 7 anos.
Obrigada papai por me dar essa força que tanto precisei.E sabe? Hoje eu penso que você ter ido embora foi a melhor coisa que fez. Você nos deixou apenas uma carta, que eu li sozinha porque mamãe estava ocupada de mais... Mamãe continua sem tempo para ler a carta apesar de já estar bem idosa e aposentada. Ela sai todo dia de manhãzinha vestida de noiva para ir naquela árvore onde vocês se casaram, ela fica sentada no balanço por horas segurando a carta e conversando sozinha. Acho que ela sente sua falta ainda, ela chora de madrugada as vezes... Perguntando o porque de você ter ido.


Biografia:
Número de vezes que este texto foi lido: 336


Outros títulos do mesmo autor

Contos Ao homem que me deixou Liandra Lopes
Contos Tiro no escuro. Liandra Lopes


Publicações de número 1 até 2 de um total de 2.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2017
 
  Textos mais lidos
COISA ESTRANHA - orivaldo grandizoli 0 Visitas
FLOREIO DIGITAL - orivaldo grandizoli 0 Visitas
VOA - orivaldo grandizoli 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior