Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Eu sinto
VMB

Sinto que presto atenção demais
Mas de que adianta se a minha atenção está na futilidade
A minha habilidade em desapontar os outros e a mim mesmo me emociona
O diabo dentro de mim se apavora
Será que assinei mesmo o contrato?
Ou só li o texto e joguei o papel de lado?
A responsabilidade era toda minha, mas isso não vem ao caso
O caso é que
Tenho pensado no caso
A morte as vezes me relaxa
O conforto que não foi comprovado
A paz que não foi revelada
O afago dos braços dela
Me deixa ciente que pra mim e pra ela
Isso tudo não passa de conto
Não sei se a chamo agora e pronto
Ou se espero no ponto da vida ao encontro





Este texto é administrado por: Victor Magno Bonilha
Número de vezes que este texto foi lido: 209


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Eu sinto VMB
Poesias UMA CARTA Á VIDA VMB
Poesias AN ANGEL'S POEM ON A GRAVE VMB
Poesias VIVA A MÚSICA VMB
Poesias FIM VMB
Poesias ODIADOR ODIADO VMB
Poesias LIGAÇÃO NÃO OUVIDA VMB
Poesias MOCIDADE VMB
Poesias DOR VMB


Publicações de número 1 até 9 de um total de 9.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Vivo com.. - 33577 Visitas
CÉREBRO HUMANO - Tércio Sthal 32655 Visitas
eu sei quem sou - 32525 Visitas
Carta a um amor impossível - Carla (Fada) 32428 Visitas
camaro amarelo - 32408 Visitas
sei quem sou? - 32355 Visitas
MENINA - 32260 Visitas
O que e um poema Sinetrico? - 32200 Visitas
A menina e o desenho - 32189 Visitas
viramundo vai a frança - 32182 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última