Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
CERTEIRO
DE PAULO FOG
ricardo fogzy

Resumo:
BOM


   Não tive medo.
    Foi precisão.
   Sai correndo ali, daquele jeito.
    Meio que fuji.
     Mãos trêmulas
    Corpo gélido
   Ainda quis mais não pude
    Tinha que caminhar.


   Vi flores
     Floristas
    Vermelho, cintilante
        Em certo ponto, a altura
    Trombei em alguém
    Saia roxa com detalhes
     Blusa marcante
   De uma banda de rock
    Cá estou a lembrar do signo.


      Me estendeu a mão.
     Pegou em meus seios.
   Não tive ação
    Deixei-o desfrutar
    Sai correndo
     Em outro ponto
      Aquele velhote.
      Chapéu verde na cabeça
    Sujeiras no coração.


        Não quis falar.
     Só correr.
      Me agarrou, me levou
     Ao fundo.
     De meus pensamentos.
    Ali caída, olhos avermelhar-se
    Todo rímel saíra.
     Junto com minha honra de solteira.
      Agora fico grávida.
    Deus do céu.



        Deveria ser ontem.
      Mais não foi.
        Já faz quanto tempo?
      Sei lá, ainda não casou.
    Nem quis ver teus filhos.
    Por que os meus tirastes.
     Soube que estava por aqui
   Com o olhar marcante, dedos leves.
    Insaciáveis.




   Ainda os sinto dentro de mim.
     Seria a Mafalda das vítimas
   Não, a gorda do escritório.
    Nem te digo, ofensas
     Já parei de chorar.
     Se cuide.
     Não faça como ontem
       Me jogar na poça
    Não me fez bem.


Biografia:
ler e escrever é minha vida assim
Número de vezes que este texto foi lido: 134


Outros títulos do mesmo autor

Contos SOB O MESMO PARAÍSO 1 IND 16 ANOS ricardo fogzy

Páginas: Primeira Anterior

Publicações de número 61 até 61 de um total de 61.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Dilúvio do Amor - Bia Nahas 1 Visitas
Legião da Montanha - Bia Nahas 0 Visitas
Garota Sumida - Bia Nahas 0 Visitas

Páginas: Primeira Anterior