Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Ansiedade
ela explicada por um vivente!
Geovanna Oliveira

Resumo:
como um ansioso se sente em varias partes de sua vidas e com uma visão bem real da doênça!

Seres com ansiedade não vivem, sobrevivem, são pessoas reféns de seus sentimentos e prazeres, a ansiedade sufoca, tortura, é uma angustia invisível aos sentidos dos demais, que nos denominam sem fé, mas nossa maior fé e esperança é que um dia essa doença tenha fim, para que possamos sentir, confiar, viver e amar sem a desconfiança, sem a incerteza.

As vezes imagino como seria viver intensamente sem o medo de dar errado, ou simplesmente poder sorrir por vontade não só por sorrir.

Quantos sorrisos são expelidos sem o mínimo de conexão com o interior... Só para não demonstrar aquele interno confuso e desnexo, mas vem outro questionamento... Por que não demonstrar? A resposta vem logo em seguida, é muito difícil, você olha para todos os lados e não acha apoio, e quando você enxerga alguém, aquele ser é egoísta demais para te ouvir e só te dar um abraço.

Uma vez eu vi que para um “doente” de ansiedade a pior coisa é viver um amor, porque você tem a certeza que você é insuficiente, é incapaz, e inferior, e isso é uma total verdade, não tem coisa pior do que você amar porem se sentir inexistente.

Há, mas e a família? Bom, a minoria compreende que você é especial, mas a grande parte te julga sem Deus, dramático, ou bipolar, é aí onde vem uma das maiores sequelas, a falta de base.

Há e a escola? Bullying, psicóloga, pressão para ser alguém e corresponder aos padrões exigidos, amigos falsos, constrangimento, você se descobre como a ovelha negra

Por tanto a partir daí você compreende que é só você e seu eu interior pedindo socorro, daí vem medicamentos, mudanças físicas, e é onde que você percebe ser só mais um dependente de um vício que se chama atenção.


Biografia:
me chamo Geovanna, sou nordetina, sensitiva e intensa. escrevo texto motivacionais, reflexivos, desabafos poemas e bobagens...
Número de vezes que este texto foi lido: 33766


Outros títulos do mesmo autor

Juvenil Saudade Geovanna Oliveira
Juvenil Ansiedade Geovanna Oliveira
Poesias Querer Geovanna Oliveira


Publicações de número 1 até 3 de um total de 3.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 34277 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 34215 Visitas
LÍRIO - Alexsandre Soares de Lima 34193 Visitas
Na caminhada do amor e da caridade - Rosângela Barbosa de Souza 34180 Visitas
A PRAIA DO PROGRESSO - Rosângela Barbosa de Souza 34178 Visitas
Como posso desenvolver uma campanha de marketing - Antonio 34174 Visitas
A Carta Gelada - José Rony de Andrade Alves 34166 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 34162 Visitas
Guerra suja - Roberto Queiroz 34156 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 34154 Visitas

Páginas: Próxima Última