Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
O ódio que a vida me traz
BRUNO GOBBO

Resumo:
Essa vida, sem cheiro sem sabor, sem felicidade para saber oque difere alguma coisa de outra, um ódio sem fim, a ponto de querer ser odiado e odiar

ÓDIO, TUDO OQUE EU FASSO É ODIAR AO POXIMO, NUMCA TOQUEI NA PALAVRA ODIO DE TAL MANEIRA QUE SOUBEÇE OQUE ISSO SIGNIFICAVA PARA MIM,
TANTOS DIAS, HORAS E MOMENTOS SEM UM MINIMO DE PASCIENCIA, UM POUCO SE QUER DE COMPREENSÃO COM OUTRA PESSOA. uM DIA, EU JURO, UM DIA ISSO ACABA, UM DIA SE EU QUISER SAIO DESSA CASA, ME LIBERTO DESSA VIDA QUE NÃO ME LEVA A NADA
UMA VIDA DA QUAL NÃO TENHO AMIGOS, OU AO MENOS UMA FAMILIA QUE ME AMA, TODOS QUE ESTAO AQUI ME ODEIAM,
TODOS QUE VIVEM AQUI ME CRITICAM.
JA VARIAS VESES TENTEI DESCOBRIR O PORQUE DESSE ODIO INACABAVEL QUE TENHO
DES DE VARIOS ANOS ATRAZ ATÉ HOJE SOU TÃO IRRITADO, TÃO EDIONDO QUE NEM EU MESMO SEI CITAR OQUE EU ACHO DA VIDA
ACHO QUE ELA QUE SE FODA, NÃO GOSTO DELA E PONTO FINAL
DES DE TANTOS DIAS DE MINHA VIDA QUE VENHO TENTANDO COMPREENDER OQUE VEM ACONTECENDO
OQUE RARAMENTE É MOTIVO DE VARIAS BRIGAS, QUE ME DEPARO QUASE TODOS OS DIAS
SEMPRE PELO MESMO MOTIVO, SEMPRE A MESMA HISTORIA, SEMPRE A MESMA DESGRAÇA QUE APARECE PARA MIM
TODO OS ODIOSOS DIAS DE MINHA VIDA VENHO TENTANDO SABER O PORQUE DE TAL RAIVA
RAIVA DA QUAL NÃO ME ORGULHO E NEM MESMO ME ORGULHO DE TER
DES DE ENTAO VENHO PENSANDO. -SERA QUE O PROBLEMA É COMIGO - MAS NÃO, ESSES VARIOS DIAS DE MINHA VIDA DA QUAL VIVI ME DISSERAM QUE DES DE QUE EU NASCI, FUI COMO CONSSEQUENCIA DE MINHA VIDA, AMALDIÇOADO A VIVER DE TAL RAIVA QUE SOU CAPAS DE TENTAR MATAR ALGUEM, MÁS COMO TAL COISA, NÃO CONSSEGUIR POR MEDO, MEDO DE TER DE FUJIR, ME ESCONDER E VIVER COMO UM FUJITIVO DA VIDA, VIVER COMO ALGUEM CUJA O PESSO EM SAN CONSIENCIA E TÃO GRANDE QUANTO O PESO DE SEU PROPRIO COMPRO QUE CONSSEQUENTE MENTE NÃO É TAO PEQUENO QUANTO PARECE....
MESMO TENDO QUE SE LIVRAS DE SUAS EMOÇOES DE VEZ EM QUANDO, TENHO QUE ADMITIR, ODEIO TUDO E TODOS QUE ME RODEIAM, PESSOAS QUE EU AMO, CONSSEQUENTEMENTE ME ODEIAM, OU NEM SABEM QUE EU EXISTO
TENDO EM MENTE ISSO EU DIGO, SOU A UNICA PESSOA QUE PENSA EM MEUS ATOS TÃO BEM, A PONTO DE ESCREVER CERTAS COISAS SOBRE MINHA PROPRIA VIDA E MEUS PROPRIOS PENSSAMENTOS, DAS QUAIS NÃO ME ORGULHO NEM UM POUCO. MESMO SEM SABER SE Á OU NÃO ALGUEM NESSE MUNDO QUE GOSTE DE MIM, SEMPRE PENSO, SERÁ QUE CONSSIGO SOBREVIVER MAIS UM DIA DE MINHA VIDA SEM TER TAL RAIVA DE MIM MESMO, A PONTO DE TER DE BATER EM ALGUEM PARA ME ACALMAR, APONTO DE TER DE ME SOCAR NAS PAREDES, ME AUTO MACHUCAR PARA QUE ESSA RAIVA QUE ME DOMINA TER UM FIM ?
BEM. NÃO SEI
SEI SIM É QUE TUDO OQUE PENSO E TENHO SÃO COISAS DAS QUAIS TENHO ODIO, SÃO COISAS DAS QUAIS TENHO QUE ESCONDER DE MINHA FAMILIA, SE É QUE ESSAS PESSOAS SAO MESMO MINHA FAMILIA. POIS MESMO SABENDO QUE ELES ME CRIARAM, TANTOS MOMENTOS DE DOR QUE PASSEI COM OU SEM ELES ME FIZERAM PENSSAR QUE NÃO QUERO MAIS SABER DELES, E QUE SIM, SOU A PESSOA DA QUAL SE ACHA MAIS IRRITADA DO MUNDO, E SEM UM PINGO DE COMPAIXÃO COM OUTRAS PESSOAS QUE O AMA.
SEMPRE PENSO, SERÁ QUE É ISSO QUE EU QUERO, MÁS ANTES DE DAR O BOTE, OU SIMPLESMENTE ENFURECER DE VEZ, A PONTO DE COMO JÁ DISSE QUERER O MAL, MAIS O MAIOR MAL POSSIVEL PARA ALGUEM, SEM PENSAR NO QUE PODE ACONTECER DEPOIS, MÁS EU PENSO, PENSO E FAÇO COISAS FORAS DO COMUM, COISAS DAS QUAIS MUITAS PESSOAS QUE CONHECO OU APENAS OUVI FALAR QUERIAM TER.
SIM. JA AMEI, AMEI UMA PESSOA QUE NUMCA ME QUIS E SO QUERIA MEU MAL, ASSIM FOI SEGUIDAMENTE SEM SORTE NO AMOR, SEM SORTE NA VIDA E SEM SORTE NA CONVIVENCIA COM OUTRAS PESSOAS QUE EM MINHA VOLTA ESTAO
SEMPRE PENSO E QUERO O BEM DE QUEM GOSTA OU NÃO DE MIM, E O PIOR DE TUDO PARA AS MESMAS PESSOAS
NÃO QUERO QUE ME JULGUEM PELO QUE SOU, E SIM PELO QUE FINJO SER, UMA PESSOA COMUM, COM CERTOS PROBLEMAS SEM CONCERTO. ALGUEM QUE MESMO SABENDO DISSO NÃO QUER MELHORAR OU SER CURADA, POIS MESMO SABENDO QUE DE TAL FORMA, DO MESMO JEITO QUE TENHO MEUS PROBLEMAS, SEI, QUE SEM ESSES MESMOS PROBLEMAS EU NÃO SERIA EU, MEU NOME NÃO SITAREI, AINDA QUE ESTOU AQUI DIANTE DE UM TECLADO ESCREVENDO HISTÓRIAS DE MIM MESMO, MÁS HISTORIAS DAS QUAIS NÃO ME ORGULHO, POIS COM TANTOS PROBLEMAS, COM TANTO ODIO, COM TÃO POUCA VIDA, TAO POUCA MATURIDADE, SEI QUE EU SOU UMA DAS UNICAS PESSOAS DAS QUAIS NÃO SENTIU TAL PRAZER DE SER AMADO. TAL PRAZER DE TER UMA FAMILHA QUE LHE APOIE NAS MAIS TERRIVEIS LOUCURAS, ATÉ A HORA DE SUA MORTE, POIS ASSIM SOU EU
UMA PESSOA QUE NÃO GOSTA DE CERTAMENTE NIMGUEM QUE GOSTA DESSA MESMA PESSOA OU SEJA, EU, EU SEI QUE ASSIM QUE DEVE SER, EU NÃO POSSO MUDAR OQUE JÁ SOU, MAIS TENTAR AOS POUCOS IR MELHORANDO COM O DECORRER DA VIDA, COMO SE MINHA VIDA FOSSE UM JOGO, NV 1 QUANDO SE NASCE E O MAXIMO QUANDO MORRE, UM DECORRER INESQUECIVEL, BOM, OBIVIO, POIS QUEM VAI ESQUECER DA VIDA DE UM LOUCO, COMO TODOS ACHAM QUE EU SOU, UM MERO LOUCO COM UMA FAMILHA MAIS LOUCA AINDA, QUE NÃO COMPREENDE QUE ELE É UM SER COM EMOÇOES E QUE TAMBEM PODE TER UM CORAÇÃO, ALGO BEM LA NO FUNDO QUE LHE DIGA OQUE É CERTO, ERRADO, OQUE LHE FAZ FELIZ OU TRISTE, MESMO TAIS COISAS SENDO POUCAS, POUCAS EMOÇÕES, TAO POUCAS QUE ASSIM DIZENDO É PREFERIVEL QUERER SE DESFAZER DELAS, E VIRAR UM SER, ASSIM POR EXEMPLO, SEM EMOÇÕES, DO QUE CONTINUAR A VIVER ESSA VIDA TAO TRISTE E RUIM
MEU NOME NÃO DIREI, SO BASTA QUE LEIA ISSO E ENTENDERÁ MINHA VIDA, DO COMEÇO ATÉ OS DIAS DE HOJE...


Este texto é administrado por: BRUNO
Número de vezes que este texto foi lido: 28503


Outros títulos do mesmo autor

Contos O ódio que a vida me traz BRUNO GOBBO


Publicações de número 1 até 1 de um total de 1.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2020
 
  Textos mais lidos
Babel - Wellington Melo 29063 Visitas
Poesia - Fátima Barros 29063 Visitas
MARCHA SOLDADO - BENEDITO JOSÉ CARDOSO 29063 Visitas
DESGLOBALIZAÇÃO - DIRCEU DETROZ 29062 Visitas
Vestida de preto - Ricardo Santos de Souza 29062 Visitas
Gatinha Manhosa - Vanilda Maria Soares 29062 Visitas
A PULGA E O PERCEVEJO - Saulo Piva Romero 29062 Visitas
TEIAS - DIRCEU DETROZ 29061 Visitas
MINHA VIDA COM ELA - Carlos heni 29061 Visitas
PESQUISANDO ETANOL DESCOBRI ÁGUA EM PÓ - Lailton Araújo 29061 Visitas

Páginas: Primeira Anterior Próxima Última