Login
E-mail
Senha
|Esqueceu a senha?|

  Editora


www.komedi.com.br
tel.:(19)3234.4864
 
  Texto selecionado
Arrepio de Prazer
Bia Nahas

Quando eu sinto
Seu corpo no meu, eu suspiro.
Quando eu fito
você sem camisa, me aproximo.
Você confessa bem baixinho no meu ouvido
Com uma voz grave e rouca um desejo reprimido.

Você diz, apagando as luzes, um segredo escondido
Que gostaria que por mim fosse sentido e permitido.
Você escuta o desejo e a paixão não mais como menino
E eu cedo apreciando cada segundo de prazer
Que estamos dispostos a nos oferecer.

E assim, nada inocentes nos permitimos
Ser dois amantes sentindo
um grande arrepio
Percorrendo os nossos corpos a fio
Desde os pés a cabeça, como um rio
Fluindo, fluindo e fluindo
Cada vez mais aquecido
Como o calor do Sol a ele fortalecido.

O calor é tanto quando você entretido
Desabotoa meu sutiã que é a vilã
Para poder apalpá-los como se não houvesse amanhã.
O calor é tanto quando eu excitada
Tiro sua cueca e deixo no quarto jogada
Para poder tocá-lo como se não importasse mais nada.

O calor é tanto quando você enlouquecido
Tira minha calcinha para torná-la um Sol aquecido
E poder aproveitar o fluir do rio cristalino.
O calor é tanto que quando eu nele sentada
Peço para ser beijada e saciada,
eu contemplo o prazer sem me julgar errada.

E então aquece tudo...
Consigo sentir no fundo
O rio fervendo de modo profundo
Parecendo cada segundo nulo
Pelo prazer extremo e absurdo.

Com voz rouca e sussurrante, te digo
Inevitavelmente no seu ouvido:
"Não pare pelo que é mais sagrado a ser pedido"
Até que em mim sinto
O prazer que torna tudo inaudível...
Dentro de mim, tudo parece sensível
Até para sentir um leve arrepio...

Sentir prazer é tão fácil com você.
A testemunha é o Sol que vê
O calor fluindo, fluindo e fluindo entre nós
Como os raios solares a vós.

O sol igual a nós aquece um rio
Apenas com um simples arrepio
Formado pelo calor de um recíproco sentimento
E agraciado por um prazeroso momento.

* Inspirada na música de Travis Scott chamada "Goosebumps".


Biografia:
Oi, gente! Sou a Bia. Tenho 22 anos. Moro em São Paulo capital. Estou fazendo faculdade de psicologia. Cada poema é muito especial e único, pois expresso alguma inquietação social ou pessoal. Faço encomendas de poesias. Quem quiser me conhecer, será um prazer. Mande um e-mail que eu respondo. Email para contato: nahasbeatriz@gmail.com Meu blog pessoal de poesias: www.rumoaminhamente.blogspot.com.br Twitter: @Bia__Nahas
Número de vezes que este texto foi lido: 127


Outros títulos do mesmo autor

Poesias Recuo da Solidão Bia Nahas
Poesias Vem Com Tudo Bia Nahas
Poesias Batida Contínua Bia Nahas
Poesias Granizo Bia Nahas
Poesias Trem da Loucura Bia Nahas
Poesias Arrepio de Prazer Bia Nahas
Poesias É Tarde? Bia Nahas
Poesias Caladas Falem Bia Nahas
Poesias Autossabotagem Bia Nahas
Poesias Inocência Bia Nahas

Páginas: Próxima Última

Publicações de número 1 até 10 de um total de 351.

  Envie este texto por e-mail
Digite seu nome:
Digite seu endereço de e-mail:
Digite o nome do destinatário do e-mail:
Digite o endereço de e-mail do destinatário:

escrita@komedi.com.br © 2021
 
  Textos mais lidos
viramundo vai a frança - 76075 Visitas
Sem - ANDERSON CARMONA DOMINGUES DE OLIVEIRA 62032 Visitas
NÃO ERA NADA - Alexsandre Soares de Lima 50283 Visitas
O Trenzinho - Carlos Vagner de Camargo 50047 Visitas
Os Morcegos - Nato Matos 49612 Visitas
Pensamento 21 - Luca Schneersohn 49275 Visitas
A TRISTEZA E O SIM DA VIDA - Alexsandre Soares de Lima 48988 Visitas
MILA, A MENINA QUE MORAVA DENTRO DE UM COGUMELO - Saulo Piva Romero 48811 Visitas
Solidão que nada - Morgana Bellazzi de Oliveira Carvalho 48792 Visitas
Um dia - Luca Schneersohn 48238 Visitas

Páginas: Próxima Última